Formas de vida na Comunidade Filhos Amados do Céu

 FAC

A Comunidade Filhos Amados do Céu nasceu para manifestar ao mundo o rosto misericordioso de Deus, sendo reflexo do amor eterno. Com o carisma joanino sente-se chamada a seguir o Cristo que passou fazendo o bem a todos, dessa forma atrai homens e mulheres dispostos a entregar suas vidas pelo reino de Deus.

No carisma existe a diversidade de formas de vida que o torna mais belo, essas vocações são acolhida com alegria e com espirito de abertura, aqueles que apresentam autenticidade no seu chamado para plenifica-la no Carisma.

Somos uma comunidade que vivemos a experiência de fé e carisma em duas formas de consagração: Comunidade de Vida e Aliança. Cada uma composta por fieis dos mais diversos estados de vida: Celibatários, casados e solteiros, diáconos e seminaristas, todos unidos pelo Carisma, se complementando na vivência dos conselhos evangélicos: Pobreza, castidade e obediência.

Os casais na comunidade de Aliança devem viver o seu chamado e missão de acordo com os princípios da palavra de Deus. Vivem seu matrimônio animado pelo espirito do carisma e respondendo com generosidade a vida sacramental que recebem da Igreja, sempre buscando espaço e tempo para a oração e missão em família. Na Comunidade de Vida, as famílias têm ambiente reservado onde se mantém a privacidade própria da vida familiar e tempo para a convivência e educação com os filhos, porém, devem está presente nas casas de missão desempenhando suas atividades e mantendo a vida fraterna com os demais membros da comunidade de vida.

FAC

Os celibatários unem suas almas mais intimamente com Cristo e Senhor esposo de suas almas. Estes são membros legítimos da comunidade. Sua oferta é sinal de total exclusiva e incondicional e sem restrição a Deus. Estes membros escolhem por sua vocação viverem de modo mais radical a forma de vida que Jesus abraçou neste mundo.

Há ainda aqueles que o Senhor convida ao sacerdócio e ao diaconato permanente, Como comunidade aberta aos diversos estados de vida, esta vocação é acolhida com alegria e com zelo. A vida clerical na Comunidade é exercida, de acordo com as normas da Igreja, sob a orientação os Bispos, a serviço da Igreja particular onde são incardinados na diocese, através desse carisma. Na vida comunitária esta vocação é uma entre as outras vivendo seu ministério com espirito de pobreza, zelo e doação.

FAC

 

Por Daniele Maria